Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The diary of a teenager

A girl should be two things: classy and fabulous

15
Set20

Back to school | Sugestões de outfits

Sofia

Hello :) Confesso que este ano me desleixei um pouco com a série de back to school, mas como só começo as minhas aulas em outubro, passou-me um pouco ao lado. Bem, ainda assim, já abordei a maioria dos temas mais comuns de regresso às aulas em anos anteriores (mudança de escola, dicas de estudo, etc...) e penso que estar a repetir-me seria um pouco aborrecido. Portanto, apesar de estar um bocadinho atrasada, já que algumas escolas já iniciaram as suas atividades letivas, penso que nunca é tarde de mais para sugestões de outfits para os primeiros dias de aulas. 

 

Adicionar um título.png

Top | Mom Jeans | ConverseColar

Bem, este primeiro outfit é bastante simples e aquilo que considero prático para um dia de aulas. Para mim, uma das coisas mais importantes é sentir-me confortável, mas gosto também de me sentir igualmente bonita. Sendo assim, uma das peças que não pode faltar no meu guarda-roupa são mom jeans, são a conjugação perfeita entre conforto e conseguem criar qualquer tipo de look, seja mais descontraído ou mais arranjado. Agora no verão gosto muito de combinar com alguns tops, uma vez que como as calças são um pouco mais largas, acho que fica muito giro balançar com uma peça mais justa. No que toca a sapatilhas, confesso que sou bastante básica e gosto dos modelos mais simples, pois são aqueles que tenho mais facilidade para combinar, no entanto, tenho tentado apostar em modelos ligeiramente diferentes. Por fim, acreditem que nunca me podem faltar acessórios e, na minha opinião, conseguem fazer toda a diferença e completar o outfit.

 

Adicionar um título (1).png

T-shirt | Saia Midi | Converse

Vou ser sincera convosco, há cerca de 3 anos atrás tornei-me bastante reticente quanto a t-shirts, achava que não era algo que queria ter no meu guarda-roupa e preferia guardar aqueles 10/12€ para comprar um top, por exemplo. Não vos sei muito bem explicar o porquê, mas penso que talvez me sentia básica e que não acrescentava propriamente nada ao outfit, e foi numa altura em que eu tentava tornar o meu estilo em algo mais classy. Decidi, então, começar a apostar em algumas t-shirts, seja para utilizar com calções, saias ou calças, e posso dizer-vos que adorei o resultado final. Neste look, mais uma vez, tentei combinar estas duas coisas, penso que a saia faz o contraste perfeito com a t-shirt, obtendo esta mistura entre o descontraído e o girly. Para terminar, não podiam faltar um dos meus ténis favoritos de todo o sempre, eu comprei os meus em Janeiro e é impossível não gostar, ficam bem com tudo e acho que mandam imensa pinta.

 

E foi este o post. Já tinha imensas saudades de fazer posts de outfits e espero mesmo que vocês gostem e vos inspire para os vossos primeiros outfits de regresso às aulas! Digam-me nos comentários qual é o vosso outfit favorito e vejo-vos num próximo post <3

10
Set20

12º Ano | Conteúdos e a minha experiência

Sofia

Olá :) Já não passava por aqui há bastante tempo, mas entretanto fui de férias, depois voltei e o meu computador avariou e teve de ir para arranjar, portanto tive mesmo de aguardar até regressar. De qualquer das formas, setembro já chegou, não é verdade? E este ano está a ser muito estranho para mim, porque esta era a altura em que já começava a pensar em material escolar e eram também os meus últimos dias de férias, no entanto, tendo em conta que devido à COVID-19, os exames foram mais tarde e as candidaturas à faculdade também, por consequência, as colocações também só saem no dia 28 de Setembro, o que significa que continuo de férias até aí e devo começar as aulas no início de outubro. Portanto, sem dúvida, que esta série de regresso às aulas vai ser um bocadinho diferente para mim, mas senti que fazia todo o sentido em fazê-la, uma vez que também já posso dar-vos a minha opinião final sobre o ensino secundário, coisa que sei que assusta muitas alminhas desse lado e eu espero conseguir tirar todas as vossas dúvidas e receios.

Hoje vou falar concretamente sobre o 12º ano, o último ano de secundário e, curiosamente, o ano que considerei mais simples. Basicamente, vocês no 12º ano têm 5 disciplinas, sendo que, no caso do curso de ciências e tecnologias, são português, matemática e educação física. Depois existem as disciplinas opcionais, isto é, que vocês podem escolher e, normalmente, depende muito de escola para escola, porque existem certas disciplinas que não têm alunos suficientes para abrir turmas. No meu caso, tive biologia e aplicações informáticas, sendo que não escolhi a última, mas como não abriu turma de psicologia, fui parar ali. Agora vou deixar-vos um pequeno resumo do que foi lecionado em cada disciplina, para ficaram também com uma ideia do grau de dificuldade.

 

back to school.png

➳ Português

Pessoalmente, foi o meu melhor ano a português e que também achei mais interessante. Português durante o secundário foi tornando-se aos bocadinhos numa das minhas disciplinas favoritas, detestei completamente português de 10º ano, gostei do 11º ano, ainda assim achei alguns temas um pouco mais aborrecidos e, por fim, guardei um certo carinho pelo de 12º ano. Começam por dar Fernando Pessoa ortónimo e depois passam para os respetivos heterónimos, Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos, sendo que gostei particularmente deste último. Confesso que nunca adorei poesia, não sei muito bem ao certo porquê, mas penso que, de forma geral, os alunos têm mais dificuldade a interpretar e eu não era exceção. E bem, 12º ano foi, sem dúvida, o ano da poesia já que também demos a "Mensagem", também de Pessoa. Quanto à "Mensagem" achei bastante interessante, no entanto, achei que alguns poemas eram um pouco mais complexos do que Fernando Pessoa ortónimo ou dos próprios heterónimos, porque envolvem alguma história e se não estiverem 100% contextualizados pode ser mais difícil, mas com a ajuda do professor também se torna mais fácil. Para quebrar um bocadinho esta onda de poesia, demos uns 2 contos que penso que também difere um pouco de escola para escola, e entretanto foi quando se meteu a quarentena pelo meio. Dei os poetas contemporâneos (Eugénio de Andrade, Miguel Torga e Ana Luísa de Amaral) nas aulas online e não senti grande dificuldade, aliás até se torna fácil entender os poemas deles, sobretudo da Ana Luísa de Amaral, uma vez que descreve o seu quotidiano e os temas não são propriamente "complexos" para a nossa idade. E, finalmente, quando voltei ao regime presencial dei o "Memorial do Convento" de José Saramago e adorei completamente. Quando comecei a ler era muito estranho, a escrita de Saramago é muito própria e o facto de não utilizar pontuação fazia-me muita confusão, mas depois é uma questão de hábito e devorei completamente o livro. 

Por isso, quanto a português de 12º ano posso dizer-vos que a matéria é bastante interessante, pelo que a vontade de estudar também vai aumentar e sinto que me enriqueceu muito, senti que ajudou-me a escrever melhor e a alargar os meus horizontes quanto à literatura portuguesa. 

 

➳ Matemática A

Já não é novidade que matemática para mim é um enorme bicho de 7 cabeças. O meu 10º ano ainda foi razoável, já o meu 11º ano foi péssimo, foi o ano em que me senti mesmo desmotivada e perdi todo o interesse pela disciplina, deixei-me mesmo ir ao fundo e, no início do ano letivo, o meu maior goal era superar as minhas dificuldades, até porque teria de fazer exame. Felizmente, tive um novo professor que senti que explicava a matéria com calma e nos dava tempo para exercitar, isto aliado ao tempo que tinha para estudar pelo bom horário que tinha, ajudou-me a subir as minhas notas a matemática e a não sentir grandes dificuldades à disciplina. Começámos com probabilidades, uma matéria que é bastante simples e depois começámos a trabalhar com funções, trabalhámos com logaritmos, trigonometria, derivadas e muitos limites. Honestamente, eu estava mesmo muito assustada com toda a matéria e de não ter grandes bases do ano anterior, mas correu bem e tive o bónus de não fazer exame de matemática, devido à COVID-19, uma vez que não ia utilizar como prova de ingresso. Portanto, penso que no meio de todo o azar, até tive alguma sorte neste ponto, porque não me sentia mesmo preparada para exame e ia ter que perder bastante tempo a estudar para ele e, provavelmente, numa situação normal não iria conseguir focar-me tanto para biologia e, consequentemente, obter os resultados que pretendia.

 

➳ Biologia

Esta foi a minha disciplina opcional, era a única que fazia sentido para mim e a que tinha mais facilidade. Biologia de 12º ano é completamente diferente de 10/11º ano, obviamente que vocês precisam de alguns conceitos e ter algumas noções de meiose e outras coisas, mas é muito simples e é uma disciplina que é suposto ajudar a subir a vossa média, porque lá está é opcional. Basicamente, começam por dar o sistema reprodutor e introduzem novas ideias e esta parte é mesmo muito simples, lembra um bocadinho o 9º ano, sabem? E bem, vou ser sincera, uma vez que a minha professora estava inserida num programa de Erasmus da escola, passava algum tempo fora, então não tivemos algumas aulas, e por isso o 1º Período resumiu-se a isto e a começar a fazer alguma pesquisa para um projeto da disciplina.  Não sei se fazem isto em todas as escolas, sei que em algumas fazem e noutras não, portanto deve ser bastante relativo, na minha o que acontece é o seguinte: temos uma ideia sobre como resolver algum problema científico ou sobre algo que gostaríamos de realizar em laboratório e depois podemos contactar as faculdades e criar parcerias com os professores de lá para nos ajudarem a realizar os projetos, já que têm mais materiais disponíveis nos laboratórios e tudo mais. No fundo, o meu 2º e 3º período resumiu-se a este projeto, o meu grupo criou parceria com a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, que nos forneceram alguns materiais e realizámos o trabalho prático nos laboratórios da escola. Foi uma grande dor de cabeça, até porque nunca foi um grupo muito funcional, mas conseguimos terminar tudo e com bastante sucesso. No meio deste projeto, tivemos algumas aulas de genética e quando a quarentena começou falámos um pouco sobre cancro e demos seguimento um pouco ao manual. Foi muito atípico e resumiu-se, essencialmente, ao projeto, no entanto, fico feliz por ter tido a oportunidade de realizar aquele trabalho, porque fez-me ser muito mais autónoma em laboratório e a aplicar os meus conhecimentos de ciência na prática. 

 

➳  Aplicações Informáticas B

Eu tenho uma relação de amor/ódio com Aplicações Informáticas. Eu coloquei inglês e depois psicologia como 2ª opção, mas não abriu turma de nenhuma, então fui parar a AI, embora um pouco contrariada. Desde já, AI não é TIC e vocês não aprendem a trabalhar melhor em excel ou word, é completamente o oposto. A base da disciplina é programação, nós começámos pela teoria e programar no caderno, fazíamos programas para calcular o IMC e, por aí em outubro, começámos a passar isso para o computador, utilizávamos Visual Basic e tínhamos de utilizar toda aquela linguagem da programação. Ao início eu até comecei a gostar da disciplina e tive um professor incrível, as aulas dele cativavam imenso, mas à medida que a matéria foi avançando, perdi um bocadinho o gosto e começámos a introduzir muitos conceitos novos e, de certa forma, a turma desmotivou. Ainda assim, o professor era super compreensivo e entendia que a disciplina dele não era propriamente a nossa prioridade, até porque a maioria da minha turma eram pessoas que também preferiam outra disciplina, mas vieram parar ali um bocadinho de paraquedas. Fizemos testes práticos e teóricos, correram super bem e tive boas notas e depois entrou a quarentena e deixámos a programação de lado, sendo que demos multimédia e fazíamos bastantes trabalhos escritos que eram bastantes simples. Não vos posso dizer que adorei a disciplina, porque a um certo ponto já estava um bocadinho cansada e desmotivada, mas foi uma disciplina que me deu 0 trabalho ao longo do ano e isso foi um ponto a meu favor. Se estiverem na mesma situação que estive há 1 ano e foram parar em AI, acreditem que até podem gostar, porque a verdade é que apesar de tudo, vocês realmente começam a entender como realmente tudo é feito no mundo da informática e até se torna engraçado ver como coisas tão simples que utilizámos são feitas, e que por detrás desse programa "simples" está imensa programação.

 

E bem, o 12º ano resume-se a estas 4 disciplinas e foi, sinceramente, o ano mais leve de todo o meu secundário. Apesar dos exames, vocês têm apenas 4 disciplinas para estudar, sendo que duas delas são opcionais, logo não vão exigir tanto de vocês. Por isso, a vossa maior preocupação ao longo do ano é português e matemática e eu não sei muito bem como funciona em outras escolas, mas pelo menos na minha, os horários de 12º ano são mesmo muito tranquilos, eu não tinha aulas à sexta e nos restantes dias tinha sempre tarde livre, então tinha imenso tempo para estudar, para fazer todos os trabalhos com calma e consegui focar-me a cada uma das disciplinas sem ter de andar a correr de um lado para o outro. Sei também que este ano é, mais uma vez, um ano letivo bastante atípico, porque a verdade é que com o vírus vai ser tudo tão diferente e é estranho voltar às aulas sem poder estar propriamente a contactar tão diretamente os nossos amigos, e mesmo com a questão dos horários e turmas desfasadas, é tudo muito diferente e, nesse sentido, vocês podem sentir que não é um ano assim tão leve, ainda assim tentem relativizar a situação, dar o melhor de vocês e vão ver que vai correr tudo bem e vão terminar o secundário em grande :)

Espero muito que este post vos seja útil e vejo-vos num próximo post, beijinhos <3

20
Jul20

Fim dos exames e fim do secundário

Sofia

Olá :) Bem, já não passava por aqui há praticamente 2 meses e confesso que está a ser um pouco estranho para mim estar de volta (parece que já nem sei escrever um post). Da última vez que estive por estes lados, partilhei convosco que estava mesmo na reta final do meu secundário e que não estaria tão presente, uma vez que me queria dedicar a 100% para os exames nacionais. Assim foi, estive a estudar para os exames, sobretudo para biologia, desde que a quarentena começou, e parte desse estudo exigiu colocar de parte algumas coisas, uma delas teve de ser o blog. Por mais que gostasse de vir cá e partilhar convosco o meu dia-a-dia, foi um período de tempo que tive de me focar naquilo que realmente precisava para o meu futuro e não me arrependo.

Fiz exame de português, que apesar de não utilizar para as minhas primeiras duas opções, decidi fazer na mesma para ficar de back-up, pelo que não me dediquei tanto e estudei uns 3 dias antes. Felizmente, correu bem e achei que o exame era bastante acessível, foi um exame um pouco diferente do habitual, ainda assim considerei que foi um exame fácil e pelas minhas contas consigo tirar um 17. O outro exame que decidi fazer, aliás repetir, foi o de biologia e estava com algum receio. O ano passado fui às duas fases e não consegui tirar mais do que um 11, sinceramente o ano passado estava um pouco desmotivada, sentia-me exausta porque o ano letivo tinha sido bastante cansativo, tinha também o exame de FQ para fazer e era uma disciplina que não me sentia completamente à vontade, pelo que não tive tanto tempo para conseguir estudar cada pormenor de biologia. Portanto, este ano aproveitei o período de quarentena para começar o meu estudo intensivo de biologia, terminei de estudar tudo 1 semana antes do exame e sentia-me extremamente calma e confiante. Honestamente, acho que são duas coisas importantes para a realização dos exames nacionais e que nem sempre colocámos em prática, mas a verdade é que adotar uma postura serena e positiva faz a diferença. Sendo assim, na sexta-feira fiz o exame de biologia, saí da sala de exame um pouco à toa, não sabia exatamente como me tinha corrido, mas quando saíram os critérios fiquei bastante feliz e estou a contar com um 16/17, que era mesmo a nota de que eu precisava. 

Terminados os exames, significa que mais uma etapa terminou. 3 anos da minha vida já passaram, 3 anos em que me esforcei tanto e sinto, finalmente, que esse esforço foi todo recompensado e é uma sensação muito boa saber que terminei o secundário. Para além disso, enquanto pessoa e estudante, sinto que evolui bastante, cresci muito e é mesmo gratificante olhar para trás e ver que tudo valeu a pena. Desculpem este momento lamechas :)

Entretanto também tenho algumas novidades para vos contar, tal como já disse terminou uma etapa da minha vida e iniciei outro capítulo hoje: comecei a tirar a carta. É verdade, tive a minha primeira aula de código e foi bastante tranquila, ainda é algo bastante novo para mim, mas acredito que vá ser uma experiência gira para mim. E é isto, agora que tenho muito mais tempo livre tenciono estar com os meus amigos, voltar a escrever e trazer-vos conteúdos novos.

Espero que desse lado esteja tudo bem com vocês, se ainda estiverem em fase de exames desejo-vos o melhor e se já estiverem de férias, partilhem comigo o que têm feito <3

22
Mai20

Regressar às aulas, faculdade & other stuff

Sofia

Olá :) Hoje decidi, finalmente, sentar-me à frente do computador e partilhar convosco um bocadinho da minha realidade ao longo destes últimos meses. A verdade é que o blog sempre teve um papel bastante importante na minha vida e partilhei todo o meu percurso, seja enquanto estudante ou mesmo como pessoa, portanto vou aproveitar para vos pôr a par de tudo.

Acho que não é novidade nenhuma que tenho andado bastante irregular e basicamente está relacionado com a escola. Durante estes últimos 3 anos (intensos) de secundário, consegui dentro dos possíveis manter alguma consistência e produzir conteúdos novos para vocês. Para mim, o 12º ano foi um ano bastante leve, relativamente aos anteriores, e senti que tinha muito mais tempo para mim e também para me focar nos meus objetivos, o que me levou a conseguir dar uns últimos ajustes na minha média. E penso que é isto, com a COVID as regras dos exames mudaram e só temos de realizar os exames que pretendemos usar como prova de ingresso, portanto vou voltar a repetir o exame de biologia e vou fazer também o exame de português. Por isso, para além das aulas online pelo meio, aproveitei o tempo de quarentena para me aplicar nestas duas disciplinas e dar o melhor de mim para conseguir o alcançar o meu objetivo final: ingressar na faculdade no curso que quero e gosto. Entretanto, na quarta-feira (dia 20) foi o meu primeiro dia de aulas. 2 meses mais tarde, voltei à escola e foi estranho, foi estranho voltar a uma rotina que já não é a mesma da anterior, mas que me faz sair de casa e viver no novo "normal". Tenho dois dias de aulas presenciais e, as restantes disciplinas continuam a ser acompanhadas de modo síncrono, e foi bastante relaxado, o ambiente estava bastante calmo e tentámos adaptar-nos a esta nova realidade da melhor forma possível. Acho que foi um regresso às aulas bem conseguido e senti-me segura em todos os momentos. Com isto, andei pelo calendário e percebi que tenho 6 semanas de aulas e daqui a nada estou quase nos exames, portanto não vos consigo prometer tanta regularidade como gostava, é provável que até Julho ande um pouco mais distante, mas espero muito que compreendam. 

Sem dúvida, que esta fase final do meu secundário está a ser bem diferente e bem longe de tudo aquilo que eu, e todos os outros estudantes, imaginavam. Não vamos ter o baile de finalistas, aquele lanchinho final de ano, aquela típica fotografia de turma para recordar o nosso último ano de escola. Deixa alguma pena, mas a verdade é que não foram apenas coisas más que aconteceram, para mim até trouxe algumas vantagens, não vou ter de fazer o exame de matemática e isso é um grande alívio para mim. Mas bem, isto tudo para vos explicar o motivo de toda esta minha ausência e de que, pelo menos, nos próximos tempos (infelizmente) será assim, também achei que seria giro partilhar um pouco da minha experiência com o regresso às aulas presenciais e como me senti. Espero que todo este post não se tenha tornado aborrecido para vocês, mas precisava mesmo de escrever isto e falar um pouco com vocês e não criar aquela ilusão de que vou voltar a estar muito presente, quando neste momento não está na minha lista de prioridades. 

Espero que esteja tudo bem convosco, e contem-me como está a ser a vossa experiência de regresso às aulas/trabalho (caso seja o vosso caso), como se estão a adaptar ao regime não presencial, entre muitas outras coisas. Sendo assim, vejo-vos num próximo post <3 

02
Mai20

Q&A

Sofia

Olá!! Ao longo destes últimos dias tenho reparado que as visitas aqui no blog têm aumentado imenso e isso, sem dúvida, que me deixa muito happy <3 Além disso, também tenho visto alguns comentários de pessoas novas e comecei a pensar que, provavelmente, querem saber um pouco mais sobre mim. Portanto, vou fazer um Q&A e gostava muito de contar convosco :)

 

- Podem deixar todas as perguntas aqui em baixo nos comentários e, quem quiser, pode também deixar na caixa de mensagens que se encontra na coluna lateral.

 

Irei responder a tudo quando tiver um números de perguntas considerável, aproveitem para perguntar o que quiserem. Beijinhos e vejo-vos num próximo post <3

30
Abr20

A minha playlist *good vibes only*

Sofia

Olá :) Entre aulas online e trabalhos para entregar, hoje decidi trazer-vos um post muito especial. Como já perceberam pelo título, vou partilhar convosco algumas músicas da minha playlist para vos dar a conhecer um bocadinho mais daquilo que tenho ouvido nestas últimas semanas. Confesso que o meu gosto musical é a coisa mais à toa de sempre e ouço um pouco de tudo (literally), sendo que com a quarentena, tenho aproveitado para ter uma dose diária de nostalgia e ouvir aqueles clássicos de 2000 ou relembrar algumas músicas da Disney porque serão sempre aquelas músicas que podem passar anos e anos, e eu vou sempre saber a letra de cor. Sem mais demoras, vamos lá!

 

A minha playlist.png

 

Vou começar com a música que mais tenho ouvido ao longo deste mês. O Russ kinda que é uma novidade para mim, porque há 1 ano atrás (i think) ouvi 2/3 músicas dele e não gostei muito, o mais certo é ter escolhido mal e não ter ouvido as músicas dele que realmente valem a pena. Descobri esta música no vídeo da playlist da Maria Rodrigues, não tinha qualquer tipo de expectativa e adorei quando ela passou esta música. Acho que tem grande vibe e lembra-me imenso as noites de verão. 

 

 

Já vos trouxe aqui ao blog várias vezes o Rex e só vos posso dizer que o adoro <3 Acho que ele merece muito mais reconhecimento, porque as músicas dele são incríveis. Eu tentei escolher apenas uma música, mas foi mais forte do que eu e, por isso, vou deixar aqui as minhas 3 músicas favoritas deste último álbum. Duas delas são mesmo divertidas (preparem-se para dançar e cantar) e a última é um pouco mais calma, para aqueles dias em que só queremos um pouco de paz, sabem?

 

(i know, i know, é incrível)

 

Sabem quando vocês conhecem uma música e umas semanas mais tarde torna-se mesmo batida e toda a gente começa a ouvir? Isso aconteceu-me com esta música, eu descobri através daquela playlist que o Spotify faz para vocês, com base no que ouvem, e adorei completamente. Acho uma música mesmo fofinha e adoro, mas ao mesmo tempo sinto que anda imensa gente a ouvir e tenho medo que se torne demasiado overrated, estão a ver? Não é que isso seja necessariamente mau, só que depois espero que não se torne daquelas músicas que de tanto ouvir, seja na rádio ou no Instagram, simplesmente deixe de gostar. Anyway, recomendo muito porque, a sério, é mesmo fofa (acho que é o único adjetivo que encontro para descrever esta música).

 

 

Agora trago-vos (talvez) a minha música favorita do momento. Ouvi pela primeira vez num vídeo da Sofia Oliveira e lembro-me que me passou um pouco ao lado, há uns dias atrás estava a ouvir algumas músicas da playlist dela para adicionar algumas à minha e acabei por ouvir esta e adorei. É provavelmente das músicas mais felizes/good vibes que conheço, lembra-me imenso do verão e sinto que facilmente podia fazer parte da banda sonora de um filme.

 

 

Mais uma vez, conheci esta música mesmo à toa no Spotify e ainda fiquei um pouco reticente, mas lá acabei por adicionar à minha playlist. Nunca ouvi falar nos Beach Bunny e entretanto ainda não ouvi mais nenhuma música deles e é algo que tenho mesmo de fazer, porque adorei esta. Acho que fica mesmo no ouvido, é divertida e deixa-me mesmo descontraída, por isso espero num próximo post ter algumas novidades relativamente a esta banda para vos mostrar.

 

 

Acho que nunca disse por aqui que adoro a Ariana Grande, ela é tão queen que é impossível não gostar dela. Descobri esta música através do aleatório do Spotify (se vocês tivessem noção da quantidade de masterpieces que já conheci através do shuffle) e adicionei logo à minha playlist de #girlpower porque está tão incrível e poderosa.  Adorei completamente <3

 

 

Tal como já vos disse em Janeiro, o meu estilo musical mudou um pouco e decidi apostar em músicas completamente diferentes daquilo que costumava ouvir. Drake e Partynextdoor entraram na minha playlist e tenho adorado, apesar de ainda só ter ouvido umas 2/3 músicas para além destas. Relativamente à terceira música, acho que a colaboração com a Rihanna foi de génio e ficou muito fixe. Portanto, recomendo mesmo muito e espero que gostem tanto quanto eu.

 

 

E obviamente que não podia faltar Surfaces neste post :) Transmitem uma vibe tão boa, só me consigo lembrar da praia e do verão (god, tenho tantas saudades) e, com esta situação, acho que é tão importante ouvir músicas que nos façam bem e nos levem de volta aos lugares que mais gostámos. Podia deixar aqui n músicas deles que adoro, mas decidi escolher esta porque, para além de ser a que tenho ouvido mais nos últimos dias, também gosto muito da letra.

 

 

Vou passar para a minha dose diária de nostalgia (uma parte dela, vá)  e deixar-vos aqui as músicas que me deixam a cantar até ficar cansada. São mesmo daquelas músicas que não importa a idade que vocês tenham, quantos anos passaram, vocês vão sempre gostar e trazem consigo sempre tantas boas memórias que é impossível não gostar. A primeira música não me traz propriamente nostalgia, porque só há dias é que vi o Coyote Ugly (depois faço review), mas já costumava ouvir esta música quando era mais nova, então kinda que foi reviver e adicionar de novo à minha playlist.

 

 

E para terminar, vou deixar aqui as minhas latinadas. São tão divertidas que conseguem deixar-vos mesmo num bom mood e as letras têm 0 sentido (a maioria), só que o próprio ritmo consegue fazer-vos dançar e às vezes é bom ter destes momentos, em que simplesmente queremos algo mega fun para ouvir e esquecer tudo. Para além disto, transmitem  summer vibes e eu adoro o verão, é a minha estação do ano favorita e acho que isso já diz tudo. 

 

 

E pronto, hoje não vos dou mais spam de músicas :p Espero que tenham gostado e digam aí em baixo nos comentários que músicas é que têm ouvido nestas últimas semanas <3

27
Abr20

Como manter o pensamento positivo durante a quarentena

Sofia

Hi guys :) Todos sabemos que estamos a viver neste momento uma situação complicada, em que muitos de nós acabam por se sentir sozinhos, mais vulneráveis, com alguma ansiedade e é perfeitamente normal, uma vez que todas as nossas rotinas foram quebradas e parece que tudo isto não tem fim. No entanto, acho que todos temos de zelar pela nossa saúde mental e tentar manter um pensamento positivo face às circunstâncias atuais. Eu sinto que consigo retirar sempre algo de bom de determinada situação e considero-me bastante positiva, mas como toda a gente também tenho os meus dias maus, em que me sinto menos inspirada, em que simplesmente me apetece estar a ver uma série e não fazer mais nada. E penso que, de certa forma, durante esta quarentena todos nós nos sentimos assim a dada altura, portanto achei que seria interessante partilhar convosco algumas dicas que considero essenciais e que me ajudam a relativizar os meus problemas.

 

BeFunky Collage.jpg

 

➳ Ouvir música

Para mim a música, seja em que altura do ano, funciona como uma terapia e a minha música favorita consegue mudar completamente o meu mood. Portanto, aproveitem para ouvir a vossa música favorita, aquela música que vos faz cantar e dançar, façam um pequeno throwback à vossa infância e ouçam aquela música que vocês sabem a letra toda e vos dá aquela sensação de nostalgia. E claro, aproveitem para fazer algumas descobertas musicais e adicionar umas quantas músicas à vossa playlist (em breve, ajudo-vos nesta parte eheh).

 

➳ Aventuras na cozinha

Vá, não vale a pena usar a desculpa de que são um desastre na cozinha :p Eu não sou nenhuma masterchef e consegui fazer pão (confesso que ainda estou bastante orgulhosa do resultado final), portanto aproveitem para se aventurarem na cozinha e fazer algo diferente. Honestamente, acho que além de nos entreter, acaba por afastar os nossos pensamentos negativos e aquela felicidade de verem o vosso bolinho pronto vai fazer-vos o dia.

 

 Fazer chamada com amigos e família

Se vocês têm saudades dos vossos amigos, avós, etc...liguem, façam vídeo-chamadas e aproveitem para falar com eles, para lhes perguntarem se estão bem, como se têm sentido e muito mais. Podem experimentar fazer um jogo através de vídeo-chamada, até dar uma festa (why not?), existem inúmeras opções e tenho a certeza que passar algum tempo com as pessoas que mais gostam, mesmo recorrendo à tecnologia, vai ajudar-vos e mata as saudades <3

 

➳ Escrever/ começar um bullet journal

Penso que isto é uma boa forma de organizar os nossos pensamentos e acho que nos consegue trazer alguma paz interior. Por exemplo, experimentem escrever aquilo que estão a sentir neste momento para sair aquele peso de consciência, experimentem olhar para a vossa vida e agradecer por tudo aquilo que têm (saúde, uma família que vos adora e apoia, etc...), façam uma lista dos vossos objetivos, a vossa to-do list, enfim...tudo aquilo que faz sentido para vocês.

 

➳ Ouvir um podcast

Uma das coisas que coloquei em prática nesta quarentena foi experimentar um podcast e posso dizer-vos que estou a gostar bastante. Comecei a ouvir o do Jay Shetty, que me inspira imenso, aborda temas bastante interessantes, traz várias personalidades que tiveram um percurso bastante característico e consegue ter a capacidade de vos motivar a alcançar aquilo que você desejam. O outro podcast que comecei a ouvir é bem mais leve, chama-se Teenager Therapy e basicamente é um grupo de adolescentes que aborda temas como amizades tóxicas, pressão na escola e muito mais. Eu sempre fui bastante reticente no que toca a podcasts, mas tenho gostado bastante e recomendo, se vocês estiveram a passar por uma fase em que se sentem mais perdidos ou que estejam a precisar de algum "conselho" acho que é ideal e pode ajudar-vos muito.

 

➳ Fazer caminhadas

Para o bem da vossa saúde mental, saiam um bocadinho de casa e aproveitem para caminhar, fazer exercício físico, passear o vosso cão, whatever. Não tem mal nenhum, desde que cumpram todas as medidas, façam este passeio junto à vossa casa, apliquem o distanciamento social, lavem bem as mãos quando chegarem a casa e tudo aquilo que vocês ouvem através da comunicação social.

 

➳ Apanhar sol e fazer exercício físico

Seja na vossa varanda ou no vosso jardim, aproveitem para morenar e apanhar alguma vitamina D. Desta forma também conseguem apanhar um bocadinho de ar e relaxar um pouco, por isso coloquem uma música, fechem os olhos e fiquem a apanhar um solinho muito bom. Aproveitem também para fazer algum exercício físico, gastar energia para não pensar nas coisas negativas e para se sentirem bem. E relativamente a esta questão do exercício físico, acho que é importante relembrar que vocês não precisam de treinar só porque toda a gente coloca vídeos no Instagram a fazer isso, há dias em que simplesmente não nos apetece e é normal, não há que ficar com sentimento de culpa porque não temos de fazer aquilo que toda a gente faz. Para além disso, tentem aplicar este mindset: fazer exercício porque gostámos do nosso corpo e queremos melhorar, queremos sentir-nos bem e dar alguma paz à nossa mente.

 

Para terminar quero apenas dizer que toda esta situação não é necessariamente má, no sentido em que temos tempo para nos focar em nós. Sinto que desde que a quarentena começou, consegui pensar em tudo aquilo que fiz ao longo dos últimos meses, tenho feito uma certa introspeção, percebi que algumas pessoas na minha vida eram tóxicas e afastei-me delas, confesso que no inicio me senti um pouco perdida, e tenho vindo a reencontrar-me e a perceber aquilo que é melhor para mim, tenho tentado melhorar alguns dos meus defeitos e, sem dúvida, que me está a fazer muito bem. Sinto-me mais calma, mais madura e feliz, portanto, aproveitem para tratar de vocês porque merecem isso <3 Foi este o post e eu espero muito que tenham gostado e apliquem algumas destas ideias no vosso dia-a-dia, vejo-vos num próximo post :)

20
Abr20

TAG: Personagem preferida

Sofia

Olá! Entre algumas aulas online e trabalhos para entregar, decidi passar por aqui para me distrair um pouco e atualizar um bocadinho o conteúdo, já que estou bastante inspirada. Portanto, hoje trago-vos uma tag, para a qual fui nomeada pela Just an Ordinary Girl, e que consiste em escolher uma personagem de um filme/série de que eu gosto e admiro, e dar-vos a conhecer um bocadinho mais sobre ela. Confesso que estou bastante indecisa, so wish me luck :)

 

Favoritos de maio.png

1. Personagem Favorita: Thomas Shelby

 

2. Livro/série/filme em que aparece: Peaky Blinders

 

3. Características que o definem:

Sem dúvida, a inteligência. Eu ainda não falei desta série por aqui,  porque comecei a ver quando a quarentena começou e ainda não terminei, mas basicamente retrata um grupo de gangsters no inicio do século XX e o Tommy é o líder. Ele é uma personagem extremamente interessante, é literalmente grande boss e eu estou a adorar completamente <3

 

4.Característica que mais gostas nele?

Além da inteligência dele, que já deu para perceber que é o que mais se destaca nele, adoro a forma como se mantém calmo em qualquer tipo de situação. 

 

5. Quando é que percebeste que era o tua personagem preferida (uma cena marcante...)?

No primeiro episódio conseguiu captar logo toda a minha atenção, portanto penso que desde daí que desenvolvi um certo carinho pela personagem. Aproveito para dizer que a escolha do ator foi incrível, sem dúvida, que o Cillian Murphy fez um trabalho extraordinário a dar vida ao Tommy.

 

6. A foto preferida dela/dele 

 

7. A tua cena preferida onde aparece a/o personagem

Até ao momento (estou agora na 2ª temporada) a minha cena favorita é quando ele está com a Grace e pede para ela lhe cantar uma música. Ela pergunta-lhe se quer uma música feliz ou triste e ele diz que quer uma música triste, é aqui que ela o avisa de que lhe vai partir o coração. E qual poderia ser a resposta do Tommy? "Already Broken".  Uma cena mesmo simples, mas conseguimos ver um novo lado da personalidade dele e representa muito bem a química entre estes dois.

 

8. A cena em que aparece que tu menos gostaste

Hmmm...boa pergunta! O Tommy é uma personagem que, para além de inteligente, é bastante fria e racional, portanto mesmo nas cenas em que ele parece mais distante, não há como não gostar dele porque faz parte da sua personalidade. Mas bem, tendo em conta que ainda só vou a meio da segunda temporada, penso que a cena que até agora não gostei de ver foi quando ele matou um cavalo de corrida. De seguida, foi quando ele foi para o bar para estar com a Grace e disse que não gostava de matar animais, sobretudo cavalos, ainda assim foi uma cena que me custou a ver e é dos momentos que menos apreciei na série toda.

 

9.  Qual a relação dele/dela com outros personagens?

Ele é muito respeitado, aliás toda a família dele é. Como eu já expliquei, eles são gangsters e vestem-se de uma maneira bastante própria, por isso quando entram em algum pub já toda a gente sabe que estão ali os peaky blinders e tratam-nos com imenso cuidado.

 

10. Com quem gostas de ver a tua personagem (ship/OTP)

Adoro vê-lo com a Grace, sinto que ele é realmente feliz ao lado dela e encontrou nela o seu lar. Portanto, apesar de todas as dificuldades, I STAN! 

 

11. Frase preferida do personagem

 

E chegamos ao final de mais um post. Para esta tag vou nomear a Bii Yue, a Beatriz, a Mariana e toda a gente que o quiser fazer :) Espero que tenham gostado e vejo-vos num próximo post!

01
Abr20

Mensagens que recebi

Sofia

Olá :) Hoje trago um post um bocadinho diferente do habitual, é uma espécie de Q&A porque vou responder a algumas perguntas que me têm enviado através da caixa de mensagens, mas ao mesmo tempo é diferente de um Q&A, uma vez que tenho também algumas mensagens que não são propriamente perguntas. Anyway, decidi fazer este post para responder a tudo, algumas das mensagens já têm uns 2 meses, foi numa altura em que estava mesmo ocupada e não estava muito presente por aqui (sorry guys <3). Por isso, vamos lá começar!!

 

Tan and Grey Minimalism DIY Influencer Instagram P

 

-Olá, Sofia! Descobri o teu blog à pouco tempo à cerca de 3 meses, mas ficas a saber que gosto imenso! Não consigo estar a acompanhar todas as semanas, mas venho todos os meses ao teu blog ler todos os teus posts relativos a esse mês. Gostei da nova personalização está muito mais relaxante, foi uma ótima escolha! E também já adicionei umas músicas novas à minha playlist graças a ti! Decidi enviar-te uma mensagem para saberes que gosto muito do teu blog, escreves super bem e crias uma relação muito próxima com as pessoas que estão a ler os teus posts. Espero que continues com este projeto e desejo-te o maior sucesso :)

 

R: Bem, desde já queria agradecer imenso por esta mensagem tão querida <3 Honestamente, nem sempre me sinto motivada para estar por aqui e durante este últimos meses ponderei bastante sobre tudo. Sendo que percebi, que mesmo numa fase mais ocupada e que não publique tanto, há sempre alguém que valoriza o meu trabalho e isso motiva-me a continuar a escrever. Além disso, também fico muito feliz por vocês adicionarem as minhas sugestões musicais às vossas playlists, adoro falar sobre música e partilhar convosco :) Muito obrigada e beijinhos <3

 

-Olá Sofia, Eu precisava da tua opinião. Eu há uns tempos tive um blog mas acabei por desistir. Sempre adorei a parte de comunicar com as outras pessoas, mostrar um pouco a minha vida e até pensei criar um canal de youtube..no entanto, sei que o canal ainda mais difícil seria. Só que o problema é que tenho muito receio de não voltar a alcançar o que pretendo ou desistir. Eu tenho noção que teria mais cuidado a nível de conteúdo, sei perfeitamente que já não sou a mesma pessoa e decidi vir-te pedir ajuda porque és uma blogger que já acompanho há alguns anos e que tem mais experiência. Por isso, qual é a tua opinião? Um grande beijinho!

 

R: Olá! Posso dizer-te que estou numa situação muito semelhante. Desde que criei o meu blog que sempre quis criar um canal do Youtube e tentar conciliar as duas coisas porque, tal como tu, sempre gostei de comunicar com as pessoas e criar conteúdos. Nunca criei, em parte porque sempre tive alguma vergonha e, por outro lado, pela falta de tempo. Portanto, se tu quiseres mesmo criar um canal de Youtube, why not? Existem sempre várias hipóteses, se não tiveres disponibilidade para criar um canal, podes publicar quando tiveres tempo para tal e com conteúdo bom. Tal como nos blogs, às vezes muita quantidade não significa qualidade e, mesmo com poucos vídeos, podes ganhar alguns subscritores pelo bom conteúdo. Outra hipótese é dedicares-te a esse projeto, acredito que quando fazemos algo que gostámos, temos sempre gosto em fazer as coisas e arranjámos sempre tempo para isso. Finalmente, também tens a opção de criar um blog e, se tiveres o bichinho do youtube, podes sempre publicar de vez em quando uns vídeos. Enfim...isto tudo para te dizer que nunca deixes de fazer aquilo que gostas por falta de tempo, vergonha ou whatever, se tiveres o bichinho, go for it :)

 

E para terminar, tenho uma divulgação a fazer que até vem em muito boa altura, devido a esta situação da quarentena e do ensino à distância. Uma leitora criou um canal de Youtube em que partilha a resolução dos exames de FQ e eu achei esta ideia muito boa e gostava de ter tido conhecimento deste projeto quando fiz o meu exame no ano passado. Já estive a ver alguns vídeos e estão muito bons, a explicação é muito clara e ajuda imenso a perceber todas as etapas que têm de fazer em cada exercício. Se precisarem de um apoio extra para o exame de FQ recomendo imenso este canal, portanto subscrevam e passem por lá :)

 

Capturar.PNG

 

E foi este o post :) Espero que tenham gostado e, se tiverem mais perguntas ou precisarem que divulgue alguma coisa, podem sempre mandar mensagem e, assim que eu puder, respondo a tudo. Beijinhos e espero que se encontrem todos bem desse lado <3

24
Mar20

5 coisas para fazeres nesta quarentena

Sofia

Olá a todos :) Já estou no meu 13º dia de isolamento e durante estes últimos tempos tenho tentando manter uma rotina normal, os meus professores têm enviado algumas fichas de trabalho e tenho feito algum do meu estudo para os exames. Todos sabemos que esta situação não é fácil para ninguém, queremos todos voltar à nossa rotina, mas para isso temos de respeitar todas as normas que nos são transmitidas e acreditar que vai ficar tudo bem. E vamos também ser realistas, embora tenhamos trabalho para fazer, não podemos trabalhar 24h e temos de tentar manter aqui uma rotina realista, não é verdade? Portanto, hoje vou ajudar-vos com esta parte e partilhar algumas ideias para fazerem nesta quarentena , de forma a ninguém dar em louco em casa. 

 

BeFunky Collage.jpg

 

1) Fazer exercício

Está na hora de levantar o rabo do sofá e pôr essas pernas a mexer, porque não queremos ficar sedentários. Eu fazia educação física na escola, ainda assim fazia um treino em casa durante as minhas pausas de estudo para desanuviar um bocadinho e também para me ajudar a tonificar algumas áreas do meu corpo e de vez em quando também costumava ir com o meu pai ao ginásio. Com isto tudo da quarentena, tentei manter o meu ritmo, mas reforçar ainda mais. Então, eu comecei a fazer alguns workouts da Chloe Ting e faço também um vídeo de um PT, nós temos aproveitado o bom tempo para fazer alguns exercícios no nosso jardim, por isso se tiverem esta oportunidade, experimentem, apanhem um bocadinho de sol e vitamina D. Depois de fazer todo o treino, vou correr 15 minutos com a minha irmã, obviamente que temos todas as precauções e nestes últimos dias não temos passado por ninguém, vivemos numa zona onde é praticamente só vivendas, portanto torna-se bastante tranquilo. 

 

2) Aproveitar para ler

Explorar novos livros é sempre bom e eu tenho aproveitado para pôr novas leituras em dia. Não sei quanto a vocês, mas durante o ano nunca tenho muito tempo para ler imenso porque eu aterro logo e acabo por não ler nada antes de dormir. Nesta quarentena, continuei a ler "O Memorial do Convento" de José Saramago, eu comecei a ler algumas páginas no verão (entretanto...esqueci-me da existência dele) e recomecei há uma semana, uma vez que seria a obra que iríamos estudar em breve, sai no exame, portanto fazia todo o sentido. Ao mesmo tempo, tenho lido "O tempo envelhece depressa" de António Tabucchi, o livro que era suposto apresentar no final do 2º Período, mas eu estava a gostar, portanto continuei e posso dizer-vos que, até ao momento, recomendo. 

 

3) Criar novas playlists

Música é só das melhores coisas que existe neste mundo e são em alturas como estas que precisámos de algo para animar a casa. Eu tenho imensas playlists no Spotify e praticamente todas as semanas atualizo a maioria, quem me conhece sabe que eu ouço demasiada música e nesta quarentena tem sido uma das minhas companhias :) Portanto, eu estou a pensar em fazer um post sobre as minhas músicas do momento para partilhar convosco o que tenho ouvido e dar-vos algumas sugestões para vocês adicionarem à vossa playlist e também para saber quais são as vossas recomendações.

 

4) Limpeza no closet

Por acaso já tinha feito isto numa das minhas tardes livres porque o meu armário estava uma autêntica bagunça e com roupa que eu já nem gostava, por isso aproveitei para arrumar tudo e organizar (não fosse eu a rainha da organização, não é verdade?). E é assim, tempo não nos falta, deixem de adiar a limpeza do vosso armário, aproveitem para fazer a transição inverno/primavera, percebam aquilo que já não gostam, (re)vejam aquela peça que já não usavam aos anos e descubram o vosso estilo. Limpar o closet ajuda imenso nesse sentido, é também bastante útil para vos fazer perceber o que está em falta e quais são os vossos essenciais.

 

5) Fazer chamadas com os amigos

Todos sabemos que quarentena significa ficar em casa e não sair com os nossos amigos, não estamos a ter aulas presenciais, mas temos trabalho a fazer e regras a cumprir. Ainda assim, não vamos deixar de socializar e é importante continuar a manter contacto com os nossos amigos, seja por mensagens, chamadas ou mesmo vídeo-chamada. Eu e os meus amigos instalámos a House Party que, para quem não conhece, é uma aplicação onde vocês podem fazer vídeo-chamadas com os vossos amigos, jogar jogos (aqueles tipo quiz, charadas, etc...) enquanto falam com eles e se vocês deixarem o vosso room unlocked, podem juntar-se a vocês amigos dos vossos amigos e vice-versa. Isto aconteceu-me sempre, eu estava em chamada com os meus amigos e do nada entravam amigos dos meus amigos e acabava por ser bastante divertido. Alguns deles já os conhecia através de festas e assim, então até deu para criar ainda mais laços e torna-se muito fixe. Portanto, se quiserem uma forma diferente de fazer vídeo-chamada com os vossos amigos, meter alguns jogos ao barulho, esta é a aplicação ideal e é da maneira que nos distraímos um bocadinho. É importante rir nestes momentos, conseguir retirar alguma energia positiva e os nossos amigos são as pessoas indicadas para isso. Aproveitem para rir à gargalhada com eles, que todos nós estamos a precisar disso :)

 

E chegámos ao final de mais um post! Espero que tenham gostado de todas estas ideias, obviamente que existem muitas mais coisas para fazer (jogos em família, séries/filmes, aprender algo novo, pintar, etc...), mas tentei ser o mais sucinta possível. Um beijinho e #stayhome <3

PESQUISAR

A BLOGGER

SEND ME SOME LOVE

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

// AESTHETIC //

ARQUIVO

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D